Como fazer uma boa gestão de riscos na logística? Confira as melhores dicas

7 minutos para ler

A gestão de riscos na logística consiste em um conjunto de procedimentos aplicados sobre os processos de transporte, distribuição, movimentação e armazenamento de cargas com a finalidade de minimizar a ocorrência de situações que possam causar prejuízos ao negócio, bem como se preparar financeiramente caso elas ocorram.

Neste artigo, primeiro reforçamos a relevância de exercer uma boa gestão de riscos indicando os benefícios que isso fornece ao seu negócio e, após, trazemos as principais estratégias para aperfeiçoar esse gerenciamento. Confira!

A importância de exercer uma boa gestão de riscos na logística

Quando os gestores tomam as medidas para eliminar ou minimizar os riscos logísticos, a empresa conquista diversas vantagens que ajudam no seu dia a dia, além de criar diferenciais que beneficiam diretamente sua competitividade de mercado. Veja algumas dessas vantagens:

  • traz mais confiabilidade aos serviços de frete: os clientes e parceiros têm mais confiança em negociar com sua empresa quando você gerencia seus riscos;
  • diminui tempo de resposta para crises: você saberá antecipadamente quais atitudes devem ser tomadas quando se deparar com riscos;
  • economia de capital: o negócio incorre com menos danos financeiros, já que os riscos são minimizados;
  • melhor aproveitamento de oportunidades: você tem maior poder de argumentação com seus parceiros e clientes, já que terá um negócio com menor probabilidade de risco;
  • alinhamento às estratégias empresariais: menos problemas ocorrem quando você minimiza os riscos, fazendo com que tudo saia como planejado.

As principais dicas para melhorar a gestão de riscos

Não existe uma única forma de elaborar um planejamento de riscos, sendo preciso que o gestor aplique a tática mais adequada para seu negócio. Nos tópicos seguintes, listamos e explicamos as principais estratégias para o setor logístico ou empresas do ramo.

1. Meça os riscos

Primeiro é crucial analisar minuciosamente os riscos possíveis de ocorrerem. Os mais comuns de ocorrerem durante o transporte de mercadorias são:

  • roubo de carga: ocorre quando criminosos na estrada param o veículo e roubam sua carga;
  • multas: são impostas pelos fiscais ou policiais rodoviários quando os documentos do veículo, da carga ou do motorista não estão de acordo com a legislação;
  • falhas mecânicas: problemas no veículo que geram paradas forçadas, atrasos e deixam o veículo exposto a roubos;
  • acidentes: podem acontecer por mau comportamento do motorista, más condições das estradas, excesso de tráfego ou problemas mecânicos no veículo.

Quando você conhece esses riscos, poderá calcular a probabilidade de ocorrência dos riscos, bem como elaborar um planejamento para solucioná-los ou evitar que ocorram.

2. Encontre falhas nos processos

Estude todos os procedimentos logísticos da sua empresa em busca de falhas que possam acarretar algum risco. Exemplos de análises a serem feitas são:

  • condições dos veículos: verifique se os carros estão preparados para fazer as viagens sem a ocorrência de falhas — analise seu motor, os pneus, óleos, água etc.;
  • condutor: garanta que o motorista é bem capacitado, experiente e está em condições psicológicas para dirigir (não está doente ou tem problemas pessoais que possam comprometer sua performance);
  • documentação: veja se todos os documentos do veículo, dos motoristas e da carga estão em ordem para evitar problemas fiscais durante o traslado;
  • rotas: planeje as rotas de forma que o trajeto seja mais confiável e que tenha estradas em melhores condições.

3. Meça os prejuízos das falhas

Calcule os danos das possíveis falhas que podem ocorrer no negócio. A finalidade dessa estratégia é preparar a empresa financeiramente para arcar com os prejuízos na hipótese que os riscos se concretizem.

Ao incluir os riscos no seu planejamento, é possível elaborar cenários em que o negócio consiga equilibrar suas contas ou lucre mesmo se ocorrerem acidentes, multas, falhas mecânicas etc.

4. Invista em sistemas de monitoramento veicular

Existem sistemas de gestão desenvolvidos para setores logísticos que fornecem dados sobre o veículo em tempo real para a empresa. Os gestores poderão tomar decisões adequadas rapidamente e fornecer as melhores instruções para o motorista. Algumas das funcionalidades desse tipo de sistema que ajudam a minimizar os riscos são:

  • monitor do veículo: disponibiliza informações sobre o veículo em tempo real, como o estado do tanque de combustível, das rodas, do motor etc.;
  • GPS: rastreia a localização do veículo em tempo real, o que faz com que você saiba se o carro parou, está no trajeto correto e conseguirá fazer a entrega dentro do prazo;
  • roteirizador: delineia o trajeto mais eficiente até o destino final, evitando regiões com alto índice de criminalidade, elevado tráfego etc.;
  • comunicadores: facilita o contato com o motorista, permitindo enviar instruções e solucionar seus problemas com mais eficiência.

5. Aproveite os benefícios da terceirização de frotas

A terceirização de frotas é uma das melhores estratégias para minimizar os riscos na logística. Com esse serviço, a terceirizada envia os carros necessários para sua empresa realizar suas atividades, mediante um valor fixo.

A contratada será responsável pela compra de veículos, licenciação, manutenção preventiva e até mesmo administração na hipótese de sinistros e multas. Os riscos são minimizados quando sua empresa recebe veículos de qualidade e em boas condições, além de evitar problemas na documentação dos carros. Como se não bastasse, existem outros benefícios fornecidos pela terceirização, como:

  • melhoria na qualidade dos serviços;
  • agilidade e adequação da frota (evita frota ociosa);
  • gestão de multas
  • facilidade no planejamento de transporte;
  • foco na atividade principal do negócio;
  • redução de custos.

A Lokamig Empresas é uma empresa especializada em terceirização de frotas e aluguel de veículos para pessoas jurídicas na região de Belo Horizonte e Contagem. Ela tem ampla experiência na área e ainda dispõe de impactantes diferenciais competitivos, são eles:

  • carros equipados com tecnologia de ponta (com sistemas de rastreamento veicular);
  • atendimento humanizado e próximo;
  • flexibilidade nas negociações;
  • carro reserva em caso de acidente e pane;
  • entre muitos outros.

6. Analise os riscos periodicamente

Conforme sua empresa cresce e se altera, os riscos também podem sofrer mudanças, é possível que eles sejam reduzidos ou diminuídos, que surjam novos perigos entre outras possibilidades. Se a probabilidade de ocorrer um acidente devido às falhas mecânicas é de 50%, esse dado pode ser diminuído se você optar pela terceirização de frotas, por exemplo.

Por essa razão, não basta analisar os riscos somente uma vez, é importante realizar estudos periódicos sobre o seu negócio, as situações nas estradas etc.

Ao realizar uma boa gestão de riscos na logística de sua empresa, isso pode trazer grandes impactos para o desenvolvimento do seu negócio. Ao aplicar as dicas listadas nesse conteúdo, você será capaz de aproveitar todos os benefícios de um bom gerenciamento de riscos.

Quer saber mais sobre gestão de logística e negócios em geral? Então assine a nossa newsletter e receba conteúdos informativos como este diretamente no seu e-mail!

Posts relacionados

Deixe uma resposta